Categorias
Dinheiro

Black Friday ou Black Fraude? Como Comprar de Forma Segura no Período de Promoções

Black Friday ou Black Fraude? Como Comprar de Forma Segura no Período de Promoções

Apesar da má fama, a Black Friday se popularizou no Brasil e, embora muitas pessoas tenham receio de comprar online, é possível encontrar boas promoções e realizar compras seguras durante esse período.

Comprar em Promoção
Comprar em Promoção

As promoções da Black Friday no Brasil despertam muitas discussões. Tem gente que diz que os descontos são falsos, maquiados e até que os preços continuam os mesmos de outras épocas do ano. Nos primeiros anos da “Sexta-feira negra” no país, por exemplo, o apelido do evento era “Black Fraude”.

Fato é que a Black Friday, que acontece sempre na última sexta-feira de novembro, já é o maior evento de e-commerce no Brasil. Ou seja, apesar das opiniões controversas, muitos brasileiros aproveitam a data para fazer algumas compras.

Com a proximidade da data, muita gente já começou a pesquisar para comprar em promoção, mas será que compensa mesmo adquirir produtos nessa época?

Black Friday no Brasil

A Black Friday é um grande evento de compras, tradicional dos Estados Unidos, que acontece todos os anos, geralmente após o feriado de Ação de Graças. Na prática, várias lojas fazem promoções e ofertas nessa data.

O evento chegou ao Brasil em 2010 e, desde então, tem crescido ano a ano. Em 2018, a Black Friday brasileira vendeu R$ 2,1 bilhões de reais e a expectativa para esse ano é que o recorde de vendas seja batido novamente.

A tradição, que começou por aqui apenas na internet, já passou para o varejo físico e tem chegado cada vez mais até aos pequenos comerciantes, em todas as categorias.

Produtos mais procurados pelos brasileiros

A grande vantagem da Black Friday é aproveitar os super descontos para comprar em promoção. Roupas, calçados, livros, eletrônicos e eletrodomésticos são alguns dos campeões de audiência.

A armadilha mais comum e como não cair nela

O que faz a campanha ser chamada de “Black Fraude” por muitos é uma prática um tanto quanto desonesta por parte de algumas empresas. Elas se aproveitam da ansiedade e da empolgação dos consumidores na Black Friday para dar os polêmicos descontos falsos.

Um jeito de fazer isso é aumentando os preços dos produtos alguns dias antes para voltar a baixá-los no dia da promoção, com ofertas que parecem tentadoras, como uma porcentagem alta de desconto, por exemplo.

Para não cair nessa armadilha a dica principal é começar a pesquisar os produtos que se deseja comprar com alguma antecedência. Assim a pessoa consegue saber quanto o artigo custava e avaliar se a oferta da Black Friday é mesmo vantajosa.

Outro jeito de se precaver contra as empresas que agem de má fé é utilizando a internet a seu favor. Já existem vários sites que comparam preços e oferecem informações confiáveis para que o consumidor consiga escolher apenas as lojas que realmente oferecem vantagens.

Dicas para comprar bem

Para ajudar quem pretende aproveitar o dia 29 de novembro a comprar de forma segura e confiável, é válido ficar atento a algumas dicas.

Pesquise

Além de verificar a veracidade da oferta, é válido pesquisar em vários sites, comparando preços para ver qual é a promoção mais vantajosa.

Fique atento à reputação da loja

Pode ser perigoso comprar em uma loja que nunca ouviu falar. Leia pelo menos as avaliações de quem já comprou nesse estabelecimento. O Procon disponibiliza em seu site uma lista de e-commerces que não recomenda. Pode ser uma boa dar uma olhada por lá.

Verifique se o site de compras é seguro

Antes de inserir os dados do seu cartão de crédito, confira se existe um cadeado ou uma parte verde ao lado do endereço da página. Isso significa que seus dados são criptografados e sua informação não vai vazar.

Mantenha o seu antivírus ativo

Na verdade você deve fazer isso sempre, mas a atenção deve ser redobrada em períodos de muito tráfego, como a Black Friday. Hackers mal intencionados costumam aproveitar a data para roubar dados.

Evite computadores compartilhados e redes abertas

É sempre mais seguro disponibilizar os seus dados bancários utilizando o computador e a rede de casa. Computadores e redes wi-fi públicas costumam ser mais fáceis de interceptar, mesmo que o site seja seguro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *